Na rota dos negócios da China

Diário de Pernambuco | Tulio Cariello, coordenador de análise e pesquisa do CEBC, ressalta que, no ano passado, o Nordeste captou 17% dos projetos de investimento no Brasil, empatando em segundo lugar com o Centro-Oeste e ficando atrás de São Paulo: 56%. ‘Da mesma forma, o Nordeste se mostrou relevante nos anos anteriores: entre 2014 e 2015, respondeu por 12% dos investimentos e, entre 2012 e 2013, por 17%. Em Pernambuco, sabemos que estão presentes no estado empresas de máquinas e equipamentos e do setor automotivo, como Xuzhou Construction Machinery Group (XCMG), Shaanxi Automobile Group (SAG) e Shineray’.

Acesse a matéria