Brasil não deve escolher lado entre Washington e Pequim, diz ex-embaixador dos EUA

Folha de S.Paulo | Para Thomas Shannon, diplomacia brasileira pode ajudar ambos os países a se entenderem melhor

O governo brasileiro precisa atuar de forma a manter as boas relações com os EUA e com a China, sem escolher um lado na disputa, avalia Thomas Shannon, embaixador americano no Brasil entre 2010 e 2013.

“Obviamente, as duas relações comerciais são importantes. A proeza para a diplomacia brasileira será manter essas duas relações e conseguir obter o máximo de coisas boas para o Brasil, sem gerar revolta ou danos ao relacionamento com nenhum dos lados”, disse Shannon, em um debate virtual organizado pelo CEBC (Conselho Empresarial Brasil-China) na manhã desta quinta (24).

[…]”A relação entre EUA e China depende muito de como os outros parceiros se relacionam com os EUA e com a China, e nisso o Brasil tem um papel muito importante, de ajudar os EUA a entenderem a importância da China em uma América do Sul globalizada, e de ajudar a China a entender a importância da democracia, do respeito aos direitos humanos e às regras e acordos internacionais”, afirmou.

Acesse a Publicação