Uma parceria para além da exportação de bens

China Radio International | […] Nesse sentido, o Brasil tem em curso duas iniciativas regulatórias importantes, a saber, o RenovaBio e o Novo mercado de Gás, que pretendem atrair grande volume de investimentos para os setores de biocombustíveis e gás natural, respectivamente. Tratando agora de um setor mais maduro, mas nem por isso menos sedento por investimentos, temos a geração elétrica no Brasil, onde – de acordo com dados da Empresa de Pesquisa Energética Brasileira – mais de 65% da capacidade de geração é de origem hidráulica. Nessa seara, cabe destacar as inúmeras possibilidades de cooperação com a gigante de energia chinesa, State Grid. Como o maior serviço público do mundo, de acordo com dados do Conselho Empresarial Brasil China (CEBC), e com uma receita total registrada em 2018 de US$ 363,1 bilhões, ficou em 2º lugar na Fortune Global 500 de 2016 a 2018. Ainda de acordo com o CEBC, a State Grid possui duas plataformas no Brasil, SGBH e CPFL e ativos totais de cerca de R$ 26 bilhões, 15.700 km de linhas de transmissão. Outra empresa presente por aqui desde 2013, mas menos conhecida, é a China Three Gorges Corporation. O grupo atua em energia limpa, com foco em hidrelétricas de larga escala e já é a segunda maior empresa privada de geração de energia elétrica do país, de acordo com dados do CEBC.

Acesse a Publicação