Leitura

Indicações de livros sobre China, realizadas pela equipe de Análise do CEBC e por especialistas convidados.

Política

The Great Dragon Fantasy: A Lacanian Analysis Of Contemporary Chinese Thought
Autor: Wu Guanjun
Editora: World Scientific Publishing Company

A China percorreu um caminho único de desenvolvimento na era pós-maoísta. Especialmente na última década, a rápida ascensão da China ao nível de potência econômica global contrasta com os severos impasses que sofreram os países ocidentais (crises financeiras, turbulências político-sociais, etc.). Este livro analisa como os principais pensadores chineses entendem a atual prosperidade da China e o rápido desenvolvimento econômico e social do país. O autor estuda especificamente quais são os mecanismos ocultos que desempenharam um papel fundamental na tendência atual, de diversos pensadores contemporâneos chineses, em ressuscitar as ideias clássicas do Império do Meio. Ao mesmo tempo, o livro mostra como este novo fervor por descobrir as "características essenciais" do pensamento chinês revela as profundas transformações subjetivas e identitárias pelas quais atravessa o país asiático.

China's Urban Billion: The Story Behind The Biggest Migration In Human History
Autor: Tom Miller
Editora: Zed Books

O livro de 192 páginas escrito por Tom Miller, editor-executivo da China Economic Quarterly, publicação da consultoria GK Dragonomics, procura explicar como a China garantirá um caminho sadio para o seu desenvolvimento urbano, o que o autor classifica como o grande desafio para o país nos próximos anos.
Miller aborda a questão dos trabalhadores migrantes – um contingente de milhões de pessoas, vindas da zona rural, que buscam empregos na cidade – e detalha a importância do hukou, o registro de residência que liga os chineses à terra natal, onde o cidadão têm garantido o acesso a redes de saúde e educação, por exemplo. O sistema é, ao mesmo tempo, instrumento fundamental para evitar o êxodo rural e obstáculo, face à nova conformação urbana chinesa.
O autor mergulha em diversos temas a partir de dados consistentes levantados junto à consultoria que representa, pontuando os capítulos com personagens comuns, em histórias que se traduzem em crônica social da China contemporânea. É pela ótica também do morador que ele conta o projeto de Chongqing para dar status de moradores urbanos a detentores de hukou rurais, a realidade das tão faladas cidades-fantasma chinesas e o crescimento urbano para além das metrópoles de Pequim e Xangai, passando por cidades como Hangzhou, Tianjin, Kunming e Chengdu.

China Goes Global
Autor: SHAMBAUGH, David.
Editora: Oxford University Press

No livro China Goes Global, o estudioso David Shambaugh busca suprir a lacuna de conhecimento no que se efere ao poder e ao papel da China na esfera internacional e em sua política externa. O autor explica que nos últimos 30 anos a China deixou de ser um país que exercia influência apenas em seu entorno para se tornar um país cuja economia crescente possibilitou aumentar seu poder geoestratégico até se tornar um fator chave para economias em todo o mundo.
O autor oferece um olhar esclarecedor sobre as manifestações da presença chinesa ao redor do mundo, levando em consideração seu aspecto comercial, seu crescente poderio militar e soft power, sua atividade diplomática e proeminência em instituições internacionais de governança. Ainda assim, Shambaugh não é alarmista, ele argumenta que a presença chinesa é mais ampla que profunda, e coloca que esta ainda não é condizente com a presença global de uma grande potência mundial, configurando o que ele chama de “potência parcial”. Ele esclarece o papel chinês nos assuntos internacionais atuais e futuros.

China’s Development - Capitalism and Empire
Autor: Aglietta, Michel; Bai, Guo.
Editora: Routledge

POR JOÃO ALBINO PIMENTEL*

“China’s Development - Capitalism and Empire” não é apenas mais um livro sobre o desenvolvimento econômico e social da China, mas sim uma releitura completa dos processos que permitiram a esse país alcançar a posição que ocupa atualmente na ordem econômica mundial e uma análise da sustentabilidade desse modelo.
A fim de entender o sucesso das reformas implementadas pelo governo chinês nos últimos 30 anos e determinar as adaptações necessárias para garantir a sustentabilidade do modelo chinês, os autores do livro utilizam recursos tanto da história econômica como das mais modernas teorias macroeconômicas. Desde a introdução do livro, percebe-se que a dinâmica entre o conhecimento histórico-cultural chinês de Guo Bai e a visão da economia mundial de Michel Aglietta resultaria em uma análise bastante inovadora, que instiga novas perspectivas para se pensar a China.
O livro, dedicado a todos aqueles que se interessam em entender a China, é dividido em três partes. A primeira aborda o papel da China rural no desenvolvimento do capitalismo industrial do país. A análise permite ao leitor entender com mais clareza as razões do sucesso das reformas implementadas nos últimos 30 anos e a necessidade de mudanças dramáticas nas próximas décadas, as quais são discutidas na segunda parte do livro. Por fim, na terceira parte, os autores desenvolvem um modelo teórico para compreender o tipo de economia política capaz de levar ao desenvolvimento da “sociedade harmoniosa”, suposto objetivo primário do governo China.

* João Albino Pimentel é doutorando em Estratégia e Política de Negócios na HEC Paris. Suas pesquisas focam empresas chinesas e brasileiras e tratam das relações entre governos e empresas no processo de multinacionalização.

The China’s Green Revolution: Energy, Environment and the 12th Five-Year Plan
Autor: GEALL, Sam; BOYD, Olivia; COPSEY, Tam; LIU, Jiangiang; HU, Angang; FENG, Jie; YANG, Fugiang; ELLIS, Linda; SHIN, Weing; HILTON, Isabel.
Editora: China Dialogue

POR ILAN CUPERSTEIN*

O livro, disponibilizado gratuitamente na internet, consta de uma série de artigos que analisam as áreas de energia e meio ambiente do 12º plano quinquenal, publicado no ano passado. A primeira seção explica a relevância e a estrutura dos planos quiquenais, seguida de análises sobre a prioridade dada à China para energias renováveis no próximo decênio, considerado um dos planos mais ambiciosos do mundo para a implementação de políticas de incentivo à energia limpa.O livro é recomendado para não especialistas que gostariam de entender os esforços chineses para a implementação de energias renováveis e a sua relação com o planejamento político central do governo chinês.

*Ilan Cuperstein - representante da COPPE-UFRJ no Centro Brasil-China de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia na Universidade de Tsinghua, Pequim.
 

Páginas

Fuso

Câmbio

Fale com as Embaixadas:

Informações Uteis