Diretoria

A diretoria da seção brasileira é eleita, a cada dois anos, entre os membros do CEBC. Suas atribuições incluem a formulação de estratégias, interlocução com os governos brasileiro e chinês, além do acompanhamento dos planos de trabalho do Conselho.

DIRETORES DO CEBC - GESTÃO 2015 - 2017

Presidente

Embaixador Luiz Augusto de Castro Neves
O Embaixador Luiz Augusto de Castro Neves foi Presidente do Conselho Curador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais. Cursou Ciências Econômicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro, concluiu seu Mestrado em Economia no University College da Universidade de Londres. É também diplomado em Língua Inglesa pela Universidade de Cambridge. Graduado pelo Instituto Rio Branco, onde também fez os cursos de Aperfeiçoamento de Diplomatas, de Treinamento de Chefes de Setor Comercial e o Curso de Altos Estudos. Defendeu a tese “Os Usos Civis da Energia Nuclear – Instrumento da Política de Não-Proliferação de Armas Nucleares”. Serviu nas Embaixadas em Buenos Aires e Londres, foi Embaixador do Brasil no Paraguai (2000-2004), na China (2004-2008) e no Japão (2008-2010). No Itamaraty, foi Diretor-Geral do Departamento das Américas e Secretário-Geral Adjunto das Relações Exteriores. Foi membro da Junta de Governadores da Agência Internacional de Energia Atômica e professor de Economia do Instituto Rio Branco. Foi Subchefe de Assuntos Econômicos da Secretária-geral do Conselho de Segurança Nacional (1985-1987) e Secretário-Executivo da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (1992-1995). Foi membro do Conselho de Administração de Itaipu Binacional e é membro do Conselho de Administração do Grupo Pão de Açúcar, onde preside o Comitê de Desenvolvimento Sustentável. Integra também o Conselho Técnico da Confederação Nacional do Comércio.

Diretor Vice-Presidente Executivo

Octavio de Barros
Consultor do Bradesco. Doutoramento pela Universidade de Paris 10-Nanterre. Ex-assessor do Ministério da Fazenda por duas ocasiões e foi o primeiro economista convidado do Banco Central do Brasil. Atuou como consultor do BNDES, visiting-fellow do Centro de Desenvolvimento da OCDE. Foi também Diretor de Economia da FEBRABAN e atualmente é o Presidente do Comitê de Economia da Câmara de Comércio França Brasil e membro do Conselho Superior de Economia da FIESP. É autor, junto com Fabio Giambiagi, dos livros "Brasil Globalizado" e "Brasil pós-crise: agenda para a próxima década".
Marcio Senne de Moraes
Marcio Senne de Moraes é Diretor de Relações Externas da Vale. Atuou como gerente de análise e mitigação de riscos sociopolíticos na Diretoria de Relações Externas desde 2006. Sua função foi sempre dar suporte às áreas operacionais e aos projetos globais da companhia através da gestão de questões críticas, engajamento com stakeholders, identificação de riscos e propostas de estratégias de mitigação. Antes de se juntar a Vale, trabalhou como editor assistente, repórter e analista internacional sênior para o jornal Folha de São Paulo (2000-2006). Teve experiências profissionais na UNESCO em Paris (1997) e nas Nações Unidas em Nova Iorque (1996). Marcio é pós-graduado em Ciências Políticas com foco em Relações Internacionais pelo Institut d’Études Politiques de Paris (Sciences Po-França) e formado em Administração de Empresas, com foco em marketing, pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo.
Marcos Sawaya Jank
Diretor Executivo Global para Assuntos Corporativos da BRF, respondendo pela áreas de relações governamentais, relações públicas, sustentabilidade e pelo Instituto BRF, que cuida dos investimentos sociais da empresa. Foi presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) de 2007 a 2012, fundador do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (ICONE) e sócio-diretor da “Plataforma Agro”. Durante quase 20 anos, foi também professor associado da Universidade de São Paulo (ESALQ e FEA), trabalhou no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e em universidades europeias e americanas. Integra diversos conselhos no país e no exterior e liderou projetos do Banco Mundial, FAO, OCDE e outras organizações internacionais. Jank é engenheiro agrônomo pela ESALQ-USP, mestre em política agrícola em Montpellier-França, doutor em administração pela FEA-USP e Livre Docente pela ESALQ. Entre os diversos prêmios conquistados durante a sua carreira estão: 100 personalidades mais influentes do agronegócio brasileiro em 2012 pela Revista “Dinheiro Rural”; Prêmio ABERJE pela melhor campanha de comunicação corporativa do País em 2011, para o Projeto Agora da cadeia sucroenergética; 100 personalidades mais influentes do Brasil em 2010 pela Revista Época e “Engenheiro Agrônomo do Ano” em 2007.

Diretores

Nelson Salgado
Graduou-se engenheiro civil e mestre em engenharia pela Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos. Em 1997 obteve doutorado em mecânica computacional pelo Wessex Institute of Technology, Inglaterra. Em 2002 completou MBA em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, São Paulo. Nelson Salgado está na Embraer há 27 anos, tendo iniciado carreira no departamento de engenharia. Ocupou cargos executivos em funções corporativas, como Planejamento Estratégico, Econômico e Planejamento Financeiro e de Fusões e Aquisições. De 2012 a janeiro 2014, ele foi o CEO da Visiona Tecnologia Espacial, uma joint venture formada pela Embraer e Telebrás. Em fevereiro de 2014, Nelson Salgado retornou à Embraer SA como Vice-Presidente de Relações Institucionais e Sustentabilidade.
Pedro Freitas
Pedro Freitas é o Sócio gestor do Veirano Advogados. No início de 2011, foi nomeado Cônsul Honorário da Índia na cidade do Rio de Janeiro, e vem trabalhando intensamente para promover negócios entre os dois países. Depois de mais de 20 anos, Pedro Freitas retornou para o Veirano – onde iniciou sua carreira. Antes de regressar ao escritório, ocupou por seis anos a posição de Consultor Geral Jurídico Global e a de Secretário do Conselho de Administração da Vale. Freitas também ocupou as posições de Diretor Jurídico da Brasil Telecom S.A., em Brasília, por três anos, após a sua privatização, de Diretor Jurídico das Organizações Odebrecht (Construção e Concessão), por oito anos, em São Paulo, e de advogado, por seis anos, da International Finance Corporation (IFC), em Washington D.C., USA. Tendo iniciado sua carreira no Veirano Advogados – que era o escritório da Baker & McKenzie no Rio de Janeiro –, atuou também na sede da Baker & McKenzie em Chicago.
Roberto Milani
Cofundador do Conselho Empresarial Brasil-China, Roberto Milani tem uma sólida trajetória de 30 anos em uma das maiores empresas de comércio exterior do Brasil, o Grupo Comexport. Sua carreira começou aos 20 anos de idade, como estagiário, e seguiu por praticamente todas as áreas da empresa, da qual hoje é Vice-Presidente, principal executivo da área comercial e acionista. Idealizou e desenvolveu sistemas de suprimento de matérias-primas e produtos semi-acabados para o abastecimento da indústria brasileira, em vários países e nos mais diversos ramos de atividades. Mantém ativo relacionamento comercial com indústrias sediadas nos cinco continentes, com fortes parcerias em países tão variados como China, Índia, Coreia do Sul,Taiwan, Turquia, Indonésia, Malásia, Paquistão, Angola e Cuba, entre outros. Desenvolveu e criou escritórios próprios na China, na Coreia do Sul, em Taiwan e em Angola. Atuando na China desde o início da década de 1980, foi um dos primeiros brasileiros a fazer negócios de exportação e importação no país, onde mantém dois escritórios. É o fundador da primeira trading sino-brasileira, onde atua um contingente de profissionais brasileiros e chineses. Administrador pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), Milani é pós-graduado em Marketing nos Estados Unidos da América.
Renato Lulia Jacob
Renato Lulia é Diretor e Membro do Conselho do Itaú BBA International plc, em Londres, responsável pelas atividades de corporate e investment banking para o norte da Europa, Portugal e Asia. Anteriormente, Renato liderou o processo de expansão do Itaú BBA na América Latina estabelecendo as operações do banco de atacado na Argentina, onde assumiu a diretoria de corporate banking e fez parte do seu comitê executivo. Antes de se juntar ao Itaú BBA no Brasil como banker sênior, Renato teve diversas posições, no Brasil e nos Estados Unidos, trabalhando para Citibank e ECR. Renato estudou engenharia civil na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), e é fluente em português, espanhol, inglês, e tem francês conversacional.

Diretora de Economia

Fabiana D'Atri
Fabiana D´Atri é atualmente economista coordenadora do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco. Ela também foi economista do BBI Banco Bradesco de Investimento. Além da experiência no Bradesco, também trabalhou na Mauá Asset Managment, na Tendências Consultoria e no Banco Real ABN AMRO. Graduada em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Economia pela Escola de Economia Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV). Sua linha de pesquisa atual é focada na análise de economia chinesa, além do acompanhamento das questões macroeconômicas brasileiras.

Presidente Emérito

Sergio Amaral
O Embaixador Sergio Amaral nasceu em São Paulo em 1944. Formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo e, poucos anos depois, obteve diploma de pós-graduação em Ciência Política (DESS) pela Universidade de Paris I – Panthéon Sorbonne, sob a direção do Professor Maurice Duverger. Como diplomata serviu em Paris, Bonn, Washington e Genebra. Foi Embaixador do Brasil em Londres e em Paris, onde também representou o Brasil junto à OCDE. Foi professor assistente de Relações Internacionais da Universidade de Brasília. Chefiou a delegação brasileira na negociação da dívida externa junto ao Comitê Assessor dos Bancos e ao Clube de Paris. Nesta capacidade concluiu, em 1988, um conjunto de acordos de reestruturação no valor de 80 bilhões de dólares. Foi Governador alterno junto ao FMI e o Banco Mundial (1988-89) e representante alterno junto ao GATT, por ocasião das negociações da Rodada Uruguai (1990-91). O Embaixador Sergio Amaral exerceu altas funções no Governo brasileiro, tais como Secretário para Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente e da Amazônia. Durante o Governo Fernando Henrique Cardoso, foi Ministro de Estado duas vezes. Primeiro, como Secretário de Comunicação Social e porta-voz do Presidente. Em seguida, Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Nessa ocasião exerceu a Presidência do Conselho de Ministros para o Comércio Exterior (CAMEX) e do Conselho do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Atualmente, Sergio Amaral é sócio diretor da SSA Consultoria Internacional, Sócio Conselheiro de Felsberg e Associados, Diretor da FAAP, Conselheiro da Fiesp Presidente da ABITRIGO e Presidente Emérito do Conselho Empresarial Brasil-China. É membro do Conselho Internacional da Total e membro do conselho da WWF, AES Eletropaulo, Plastic Omnium entre outros. O Embaixador Amaral recebeu várias condecorações brasileiras e de governos estrangeiros, entre as quais Grande Oficial da Legião de Honra (França-1998); Cavaleiro Comandante do Império Britânico (K.B.E 1997); Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique (Portugal -1995); Grã Cruz do Tesouro Sagrado (Japão - 1996) Fala seis idiomas e publicou diversos artigos e ensaios no Brasil e no exterior.

Membros Honorários

Luiz Fernando Furlan
Engenheiro Químico e Administrador de Empresas, com especialização em Administração Financeira e diversos cursos no exterior, Luiz Fernando Furlan foi Ministro de Estado no Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de 2003 a 2007. Na Sadia, foi Presidente do Conselho de Administração, de 1993 a 2002, tendo anteriormente sido Diretor de Relações com Investidores, Diretor Vice-Presidente e Vice-Presidente do Conselho de Administração. Em 2008, retornou ao cargo de Presidente do Conselho de Administração da Sadia, permanecendo até 2009, quando foi eleito Copresidente do Conselho de Administração da BRF – Brasil Foods S.A., de 2009 a 2011. Atualmente é membro do Conselho de Administração da BRF-Brasil Foods S.A., daTelefônica S.A. (Espanha), daTelefônica Brasil S/A (Brasil), da AGCO (US), da Amil (Brasil), do Global Advisory Board da Panasonic (Japão) e do International Advisory Board do Walmart (US). Furlan é também Presidente do Conselho da Fundação Amazonas Sustentável.
Ivan Ramalho
Ivan Ramalho foi Presidente da ABECE e, atualmente, ocupa o cargo de Alto Representante Geral do Mercosul. Ele é economista, funcionário aposentado do Banco do Brasil, membro titular do Conselho de Administração da BNDESPar e membro do Conselho Superior da Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). Trabalhou no MDIC durante 16 anos, onde atuou como Secretário Executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) de 2005 a 2010, tendo ocupado por muitas vezes o cargo de Ministro de Estado.Também ocupou o cargo de Secretário de Comércio Exterior do MDIC entre 2003 e 2006. Deixou o governo federal no final de 2010. Ivan Ramalho foi também Diretor do Departamento de Operações de Comércio Exterior (Decex), Secretário-Adjunto da Secex e Coordenador do grupo técnico responsável pela elaboração e implantação do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex).

Fuso

Câmbio

Fale com as Embaixadas:

Informações Uteis